La Casa de Papel está super em alta, está disponível na netflix e é de origem espanhola. A série conta a história de um assalto a casa da moeda da Espanha, assalto esse criado pela idéia do Professor que junta um grupo de criminosos cada um com suas características e “que não tem nada a perder”.  

PERSONAGENS

A primeira regra aplicada aos assaltantes pelo professor é não criarem laços e não falar a identidade verdadeira de cada um, eles chegam à conclusão de terem nomes de cidades, sendo assim são: Berlim, Nairóbi, Denver, Tóquio, Rio, Moscou, Oslo, Helsinque e o Professor que não é assaltante e só entra com o cérebro.

A equipe da polícia que a todo momento tenta solucionar o sequestro/assalto: Raquel e Angel são os principais e mais notórios nessa equipe que sempre caem nas armadilhas do professor.

Também tem os reféns que são em torno de 60, e os que mais se destacam são a Monica, Arturo e Alison.

O objetivo do professor é não roubar ninguém e sim entrar na casa da moeda e produzir o próprio dinheiro e por isso eles tentam ganhar cada vez mais tempo dentro da casa, outro objetivo é não ser violento com os reféns, mas claro nem tudo sai tão perfeito, a série é narrada da perspectiva da Tóquio. O plano de assalto já é executado no primeiro episódio e ao decorrer da série tem os flashbacks de como foi o planejamento e como eram a relação deles durante os 5 meses de planejamento antes do assalto.

La Casa de Papel, não é uma série original Netflix, ela foi televisionada no Canal 3 na Espanha. Originalmente a obra tem 15 episódios com mais de 70 min de duração, porém a Netflix remontou algumas edições para se adaptar ao catálogo com 13 episódio de aproximadamente 50 minutos. Em abril saíra mais episódio que na série original seriam o restante da temporada, apesar da série ter sido remontada pela netflix, não fica confuso e a cada término de episódio fica com gostinho de quero mais, assim com o “término” da primeira temporada. A fotografia, posição de câmera e edição são muito bem feitos, os diálogos e o desenvolvimento dos personagens são muito bem montados, fazendo com que sempre acabamos torcendo pelos anti-heróis.

Alguns personagens a gente não sabe se ama ou odeia, outros odiamos e outros amamos. Ao mesmo tempo que quero que os reféns e a polícia tenham sucesso em sua batalhas contra os criminosos, no fim sempre acabamos torcendo pelos assaltantes e até conseguimos shippar casais no meio de toda essa ação.

E então, já quer assistir né? Se já assistiu conte aqui sua opinião. 🙂

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *